QUEM [WHOare]

DADA RADIO é uma rádio independente formada em 2005 com o objetivo de ser uma plataforma de expressão a partir da pesquisa sonora de um grupo de amigos e mais tarde, músicos ou interessados por música em geral. Um espaço pra difundir e integrar trabalhos musicais que fogem do espetáculo da grande indústria cultural, buscando ir além da superficialidade da música como mercadoria e entretenimento, entendendo-a como uma forma de arte e expressão de pensamentos, sensibilidades e trocas.

A internet com suas ferramentas de distribuição e de redes sociais possibilita o conceito defendido por Bertold Brecht em sua “Teoria do Rádio”. Um espaço comunicativo de recepção (audição, público), mas também de emissão (ator – ativo) criando uma comunicação real, ou seja,  que propicia o diálogo e troca de papéis, a chamada agora informacional, onde a informação trafega e afeta entre múltiplos pontos-pessoas-nós. Nos apropriamos das tecnologias da informação e da expansão dos meios que geram conectividade de maneira cada vez mais portátil, potencializando o intercâmbio das experiências musicais e a geração de ambientes de conhecimento de diferentes produções musicais dentro de uma ampla escala geográfica.

Desde de 2006, a dAdA RAdiO também ganha espaço como produtora de ações culturais através de execuções públicas combinadas com shows de diferentes artistas identificados com uma linguagem sonora da experiência do contemporâneo, diversamente popular, erudita ou experimental. O gênero nesse caso é menos importante do que seu caráter livre e aberto ao público.

Trabalhamos dentro de uma filosofia de Commons ou de conhecimento compartilhado, baseado em licenças livres que não se definem por um uso comercial direto da produção artística e musical. Durante 4 anos produzimos o programa reverbe netlabels em parceria com o Centro Cultural da Juventude – CCJ-SP visando a difusão e o fortalecimento das netlabels, selos musicais que distribuem seus trabalhos gratuitamente através do uso de licenças Creative Commons, ou seja, do uso do copyleft.

Sabemos que a remuneração pelo trabalho do artista pode vir de shows e da vendagem de CDs (objeto-matéria) pela Internet ou em eventos, mas os arquivos digitais mantém o sentido de sua origem que é a possibilidade da reprodução e distribuição infinita de custo próximo do zero (generosidade > economia da atenção > trocamos sons e execuções pela escuta e opinião dos ouvintes).

Buscamos por uma outra forma de produzir e distribuir cultura, menos mediocrizada pelos agentes corporativos que transformam arte, música e conhecimento em mercadorias, que ditam valores, posturas, modas, uma economia do controle do gesto. Queremos SOM aqui-ali e onde mais existir mundo e espontaneidade…

Ouça e conheça: dAdA RAdiO!

Caso desejar nos contate aqui:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *