reVerbe neTLabeLs 2.6

Na edição 2.6 do programa REVERBE NETLABELS, músicas livres para serem baixadas e distribuídas sem a limitação imposta à informação como mercadoria, com seus direitos abertos gratuitamente PARATODOS, ouviremos como pano de fundo o som dos belgas do Kreng, com seu trabalho Zomer, selo Fant00m. Na sequência a excelente banda analógico-digital russa Uniquetunes com seu primeiro e ótimo trabalho Inner Smile Vol. 1, postada na finada label Red. Importante lembrar que o grupo continua na ativa tendo seus trabalhos publicaos na label Bump Foot japonesa. Passando às produções independentes temos o grupo de jazz hop polonês Spisek em seu trabalho Jazz w ka?dej chwili.

Marcio Black nos traz, cantando em portunhol, os alemães do grupo de electro hip-hop do Rafflesia, além disso, The Great Mundane e Sichtbeton. Todos publicando pela Netlabel 12 records. Lembrando que os integrantes do Rafllesia reivindicam o anarquismo e que o mesmo está na base do que chamamos de cultura livre e que a mesma extrapola a mera relativização dos direitos de propriedade intelectual e do desenvolvimento colaborativo. É liberação que deve irradiar!

E explorando o vasto catálogo da Netlabel, dedicada a música experimental, jazz avant-garde, ou música “ilógica” como eles anunciam em seu sitio, Clinical Archives contamos com Marc Sarrazy e D999.

Pra fechar o programa o dub francês do grupo Volfoniq em dois trabalhos que saíram pelo selo Les Cristaux Liquident: Jam’in Sauce e Dub’in Taiwan ...

“Some directions to understand legal sharing… Open culture relates to a new way of thinking, being at the same time an economical and philosophical approach of culture. By avoiding the traditional networks of commercialization, it enables to promote artists by giving them an alternative to classical distribution plans. It offers ways of discovering and sharing artistic creations and invites artists to collaborate on open projects.

Les Cristaux Liquident considers the artistic creation as a raw material that can be reworked and whose original form can be adapted and changed. This way of apprehending art, alongside the open culture spirit, can give birth to new original creations that might be brought to evolve, transform, mutiply”.

Continuamos, obrigado pela escuta e até a próxima…..

2 thoughts on “reVerbe neTLabeLs 2.6

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *