dAdA RAdiO

CORDÃO DE CARANGUEJO #19 | SIBA

por Bruno Picchi

A edição do Cordão de Caranguejo contempla Sérgio Roberto Veloso de Oliveira, mais conhecido como Siba, cantor, compositor e instrumentista expoente do movimento Manguebit.

Ele estudou música na Universidade Federal de Pernambuco, onde conheceu o etnomusicólogo estadunidense John Murphy (1965), que o contrata como assistente de pesquisa sobre cavalo marinho, folguedo típico da Zona da Mata de Pernambuco. Com isso, aprende a tocar rabeca e desenvolve monografia sobre o instrumento.

Destacamos 3 pontos fundamentais em sua carreira:

1. Em 1992 funda a banda Mestre Ambrósio, uma das precursoras do movimento manguebeat. Em 1996, o grupo lança o álbum Mestre Ambrósio, que dentre as composições de Siba, “Baile Catingoso” e “Benjaab” integram a trilha sonora do filme Baile Perfumado (1996), de Paulo Caldas e Lírio Ferreira, tido como o principal audiovisual da estética Mangue.

2. Siba muda-se para Nazaré da Mata, interior de Pernambuco, e encontra músicos e artistas populares de diversas gerações, como Mané Roque, Cosme Antônio e Biu Roque, mestres de cavalo marinho. Em 2002, lança o primeiro trabalho solo, Fuloresta do Samba (2002), nome pelo qual o grupo desses artistas fica conhecido. Com isso, o Maracatu de Baque Solto marca a produção de seus próximos discos.

3. Em 2012, o disco solo, Avante, coproduzido por Fernando Catatau (Cidadão Estigado), imprime a guitarra elétrica e o rock em sua obra.

Siba é fruto da geração musical pernambucana dos anos 1990, que culmina no manguebeat. Criado em Recife, mas de família vinda do agreste, as constantes idas e vindas da capital para o interior de Pernambuco são representadas em seu percurso musical. Siba, o grupo Mestre Ambrósio e o manguebeat são a expressão afirmativa da riqueza da cultura popular do estado e do Nordeste dos anos 1980. Segundo o próprio artista, depois desse período necessário para afirmação da cena artística local, ele parte em busca de novas descobertas pessoais, com a identidade local consolidada em suas referências.

Leave a Reply

Your email address will not be published.